Desenvolvimento Sustentável / Negócios /

Notícias

  ruim regular   bom ótimo excelente
China irá investir US$ 313 bilhões em economia verde

26/09/2011   -   Autor: Jéssica Lipinski   -   Fonte: Instituto CarbonoBrasil/Agências Internacionais

No último período do Plano Quinquenal, entre 2006 e 2010, o consumo de energia no país por unidade de produto interno bruto (PIB) diminuiu 19,1%; para 2015, espera-se que esse índice caia 16% em relação ao nível de 2010


A China deverá investir US$ 313 bilhões na economia verde para promover um desenvolvimento de baixo carbono no próximo Plano Quinquenal (2011-2015), anunciou no último sábado (24) Xie Zhenhua, vice-ministro da Comissão de Reforma e Desenvolvimento Nacional (NDRC), ao jornal China Daily.

Entre as medidas para estimular uma economia mais sustentável, Xie afirmou que o governo se utilizará de projetos em renováveis, eficiência energética e lançará programas-piloto de baixo carbono em cinco províncias e oito cidades.

“Durante o décimo segundo período do Plano Quinquenal (2011-15), o governo chinês estimulará o desenvolvimento de baixo carbono em dez perspectivas”, declarou o vice-ministro da NDRC.

Um dos aspectos que mais tem tido êxito no desenvolvimento de baixo carbono na China é o planejamento de ecocidades, ou seja, espaços urbanos onde os elementos são organizados e realizados a fim de diminuir o impacto sobre o meio ambiente.

Segundo Lasse Gustavsson, diretor executivo de conservação do WWF Internacional, o sucesso dessas cidades, principalmente Tianjin, é um bom exemplo para outros países, sobretudo os emergentes, e poderá proporcionar experiências semelhantes em outros locais.

“Para estimular o desenvolvimento de baixo carbono, a nova área de Tianjin Binhai distribui 200 milhões de Yuans (US$ 31 milhões) a cada ano para encorajar todos os tipos de projetos que melhorem a economia de energia e a redução de emissões”, explicou He Lifeng, secretário do partido da nova área de Tianjin Binhai.

Nos últimos anos, a China desenvolveu e colocou em prática diversas políticas incentivando a economia de baixo carbono. Como resultado disso, no décimo primeiro período do Plano Quinzenal, entre 2006 e 2010, o consumo de energia no país por unidade de produto interno bruto (PIB) caiu 19,1%, e as emissões chinesas foram reduzidas em 1,5 bilhões de toneladas.

 Para o décimo segundo período do plano, entre 2011 e 2015, o governo estima diminuir o consumo de energia na China em 16% com relação aos índices de 2010. Neste mesmo intervalo, espera-se que a relação entre a entrada e saída de recursos aumente em média 15%.



Compartilhar: Facebook Twitter Windows Live Delicious Google Digg MySpace

+ Lidas + Votadas Comentários Recomende para um amigo



Fale Conosco   |   Copyright   |   Quem somos   |   Parceiros   |   RSS
Copyright © CarbonoBrasil - Os direitos são reservados, porém é livre a reprodução para instituições
sem fins lucrativos, desde que o autor e a fonte sejam citados com o link para o original.